Espaço MEMÓRIA PIRACICABANA

,

Pages

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Revista "Américas"

Aqui no acervo João Chiarini temos alguns exemplares da revista “Américas” em versões de língua espanhola, em inglês e em português.

A revista foi criada em 1949 pela Secretaria Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), e circulou até o ano de 2012. Era de publicação bimestral e focada em temas relacionados aos países integrantes da OEA.


Vivian Monteiro, historiadora do Espaço Memória Piracicabana.

Pesquisa realizada no acervo João Chiarini.

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Quando o E.C. Corinthians Paulista jogou em Piracicaba...

“O jogo mais importante do XV de Novembro nos seus primeiros anos de vida foi, sem dúvida alguma, quando enfrentou pela primeira vez a equipe do E.C. Corinthians Paulista, que veio a Piracicaba com seu “esquadrão” completo. Para um jogo amistoso, no dia 29 de fevereiro de 1920. O XV já havia enfrentado muitas equipes de projeção do futebol paulista, destacando-se entre elas verdadeiras seleções que aqui compareceram rotuladas com os mais variados nomes.”


Neco e Amilcar

“O Corinthians era uma grande atração. Mas, nas visita que fez ao XV de Novembro, trouxe dois elementos que por si só valiam por um espetáculo. Eram eles os fenomenais jogadores Amilcar Barbuy e Manoel Nunes, o famoso Neco, que se haviam sagrado “Campeões Sulamericanos de Futebol”, ao defenderem a  Seleção do Brasil no campeonato de 1919.”

Toda a comitiva do Corinthians Paulista ficou hospedada no Hotel Central que, infelizmente, já não existe mais.

Quem ganhou o amistoso?

Essa é uma das centenas de histórias e curiosidades sobre o XV de Piracicaba que Rocha Netto escreveu em seu livro “A História do XV – 1913/1931”. O livro está disponível para pesquisa no Centro Cultural.


Vivian Monteiro, historiadora do Espaço Memória Piracicabana.

Pesquisa realizada no acervo Rocha Netto.

segunda-feira, 5 de junho de 2017

A coleção de flâmulas de Rocha Netto

O jornalista esportivo Rocha Netto colecionava flâmulas, tendo um total de 248 de vários tamanhos e cores em seu acervo, hoje guardadas no Espaço Memória Piracicabana. Elas representam diversas instituições, times, eventos e datas especiais. Entre essas flâmulas, está a feita em comemoração do aniversário de 200 anos de Piracicaba, em 1967. 

Outra muito interessante é a flâmula com o rosto dos jogadores do time de basquete do XV de Piracicaba, que foi o melhor formado por Piracicaba, estando entre as melhores do Brasil. A equipe foi campeã 9 vezes dos Jogos Abertos do Interior e lançou grandes nomes que posteriormente jogaram na Seleção Brasileira, como Vlamir e Pecente. O técnico Braz também se destacou e foi assistente da seleção brasileira campeã mundial em 1959 e 1963.




Juntamente com as flâmulas, há sete faixas de jogos e times diferentes. Uma delas e também a mais significante é a de 1983, quando o time de futebol do XV de Piracicaba venceu a segunda divisão do Campeonato Paulista. Esse foi um dos títulos mais simbólicos para o time, porque um mês antes, o presidente do time, Romeu Ítalo Ripoli, morreu de câncer de pulmão. Ele investiu bastante no time e acreditava na recuperação da equipe, desejando que eles conseguissem subir para a série A.



Thaís Passos da Cruz, aluna do 5º semestre do curso de Jornalismo da UNIMEP. Pesquisa realizada no acervo Rocha Netto.